sexta-feira, 7 de maio de 2010

Não me percebo, não me entendo.


Estou sentado sobre uma ponte,
De manga curta e ao relento.
Os meus olhos galgam o horizonte,
À medida que escuto o vento.

Estou aqui, sentado,
Ao sabor do sentimento.
Procuro esconder o passado,
Procuro amar cada momento.

Tento fingir que nada se passou,
Escondendo-me aqui, nas paredes desta casa.
Aquela cicatriz que me marcou,
Vai crescendo e nunca mais passa.

Não percebo,
Não entendo.
Este fardo que carrego, pesado e inexplicável,
Vai-me matando a cada dia,
E a cada dia vou morrendo,
Cada vez mais.
Não percebo,
Não entendo.

Faço-me de ignorante,
Semeando tempestades na minha mente.
Aquele ser, que é falante,
Vai-me mentido, e eu tenho que mentir a toda gente.

Relata que já morri
E que já moro entre o inferno.
As palavras que nunca vi,
Mentiram, e aprisionaram-me neste caderno..

As palavras que aqui relato,
São inimigas do meu fardo.
Protegem-me do internato,
Mas aprisionam-me, nas paredes deste meu quarto..

Já não tenho tinta suficiente
Para descrever esta minha dor..
Agora, a tempestade na minha mente,
Vai destruir, cada reservatório do meu amor..

Peço desculpa às minhas rimas,
Mas vou continuar a lutar.
Chamarei a coragem, para interferir nas minhas vidas,
E aí, quando conseguir, cá voltarei, para vos voltar a encantar..


45 comentários:

  1. chama a coragem
    chama o medo e a dor
    pede-lhes as asas da fantasia
    e voa em sonhos
    um dia...
    quando cá voltares
    todo o céu será teu
    e cada uma das nuvens prestará
    a vénia merecida
    de um autor de poesia

    fantástico !
    beijinho

    ResponderExcluir
  2. eu prometo lá te visitar
    no alto da tua imaginação
    na glória de toda a exaltação
    no ânimo de toda a tua animação
    e quando palavras tiveres
    e sopros mantiveres
    serás a brisa que me aquece
    nas palavras reconfortantes
    num poema que nunca entristece

    beijinho :)

    ResponderExcluir
  3. quando o mundo te desiludir
    e toda a gente te inibir
    cá estarei para exibir
    minhas palavras
    alegria
    em todos os dias da tua vida.
    e quando o mundo me entristecer
    e pelo meu rosto lágrimas escorregarem
    lerei as tuas palavras
    os teus versos
    tuas falas.

    ResponderExcluir
  4. já eu, adoro a tua :)

    ResponderExcluir
  5. nunca. nunca a tua escrita morrerá, nunca a minha se irá superiorizar. um dia, quando já nada escreveres, voltarei a ler os teus rascunhos. e sabes? muito sinceramente espero que isso não aconteça. espero continuar a supreender-me com as tuas palavras :) não páres nunca.

    ResponderExcluir
  6. a escrita nunca se esgota, já a inspiração apenas nos visita em algumas fases da nossa vida. eu entendo-te, gosto muito de estar inspirada e escrever sem limites. quando isso não acontece as palavras dissolvem-se. mas tudo irá voltar, tudo te voltará a visitar... e mesmo que tu tenhas essa opinião sobre a tua escrita, a minha difere... e digo-te que te adoro ler! *

    ResponderExcluir
  7. ADOREI o que me escreves-te André. e não precisas d eter duvidas. quando nao gostares do que escreves chama-me para te elogiar. serei a primeira a evidenciar-te. Escreves muito bem, muito bem mesmo. das melhores escritas que li até hoje !
    brijinho :)

    ResponderExcluir
  8. E estou sempre ;)
    wow , qe poema rapaz !

    ResponderExcluir
  9. então...se não está perfeito só por um motivo...a base ser um sentimento triste...ainda que continue a achar que está muito bom :)

    ResponderExcluir
  10. Não podia concordar mais contigo. Aliás, acho que o termo "conhecer" é bastante mais complexo do que aquilo que julgamos. Simpático. :)

    ResponderExcluir
  11. A discussão seria mesmo infindável. Mas pessoalmente, acho que o tema "pessoas" é muito estranha. Há muitas atitudes incompreensíveis, muita palavra sem nexo, muita ilusão dada. Enfim, é um emaranhado de factos que eu não compreendo. ;)

    ResponderExcluir
  12. ficarei à espera andré, beijinho grande (:

    ResponderExcluir
  13. eu também! tanto que até me sinto lisonjeada por falar com alguém que escreve tão bem :) e não é simpatia, pura verdade

    ResponderExcluir
  14. Gostas-te? :$
    Eu adorei também quando o li, omg :o

    ResponderExcluir
  15. que me visita e comenta, que me elogia e salienta que aquilo que escrevo é bom. isso para mim é fantástico :)
    eu prefiro render-me à prosa, no entanto adoro ler poesia, senhor poeta

    ResponderExcluir
  16. a wscrever post's destes quem diria :'o

    ResponderExcluir
  17. Se me agradeces só mais uma vez, eu levanto-me da cadeira e vou aí dar-te um estalo, ai!

    ResponderExcluir
  18. acho que a poesia tem muito que se lhe diga! admiro-a muito e adorava saber escrevê-la tão bem como tu. fico-me pela prosa que o meu coração dita e pelas tuas opiniões que me dão ainda mais força para escrever. e depois a querida sou eu :)

    ResponderExcluir
  19. mesmooo! eu quando o li fiquei mesmo "wooooww" ;)

    ResponderExcluir
  20. Achas que escrevo tão bem como ela? :o

    ResponderExcluir
  21. hm, eu também costumo dizer isso :)
    mas como achei mesmo MUITO bom a maneira de quem escreveu aquele, pronto :$

    ResponderExcluir
  22. oh, não tens de agradecer. (muda-mos de papeis ou é impressão minha? xD )

    ResponderExcluir
  23. pois é :)
    senão torna-se cansativo xD

    ResponderExcluir
  24. nunca tinha ouvido falar disso xD ahaha.

    ResponderExcluir
  25. Não percebeste. Tu disseste que parecia que tinhas sido tu aescrever aquele post , e eu disse que tu a escrever poemas destes ninguém diria que poderias escrever uma frase daquelas .

    ResponderExcluir
  26. Não tens nada. Quando agradecemos parece que a outra pessoa fez aquilo por obrigação, entendes-me? xD

    ResponderExcluir
  27. sem palavras *-*
    está perfeito

    ResponderExcluir
  28. secalhar esqueceu :o e disse da boca para fora ... Obrigada pelas palvras
    Amei esse poema :$
    beijinho, nini

    ResponderExcluir
  29. Até agora, nunca me dei mal com isso ;)
    Vou às compras com a mãe num instante, volto depois. Beijinho *

    ResponderExcluir
  30. ahhaha, muito bem xD
    :)
    o filme foi bom?

    ResponderExcluir
  31. Já descobriste outra característica minha, vês? :)

    ResponderExcluir
  32. Concordo contigo. Nestes dias eu sou horrível! Só me apetece estar no sofá de pijama a ver filmes atrás de Dr. House (a)

    ResponderExcluir
  33. Nessa área encaixo mais CSI *.*

    ResponderExcluir
  34. Espera, eu estou a fazer um trabalho e vir aqui está a ocupar-me tempo em demasia. Eu dou-te o meu mail e falamos por lá, pode ser? :$

    ResponderExcluir
  35. "Ao sabor do sentimento.
    Procuro esconder o passado,
    Procuro amar cada momento."
    simplesmente perfeito!
    :D

    beiijo

    ResponderExcluir
  36. Lindissimo, mesmo !
    es tão puro!

    "Tento fingir que nada se passou,
    Escondendo-me aqui, nas paredes desta casa.
    Aquela cicatriz que me marcou,
    Vai crescendo e nunca mais passa."

    ResponderExcluir